Abscesso
pulmonar

Abscesso pulmonar

Um abcesso pulmonar é uma cavidade cheia de pus localizada no pulmão, circundada por tecido inflamado. Um motivo habitual da formação de um abcesso é a aspiração de bactérias originárias da boca ou garganta até o interior dos pulmões, produzindo uma infecção.

O cirurgião torácico Ricardo Lucatto Baida explica que o organismo sadio possui muitas defesas contra essas infecções, as quais podem ocorrem quando essa imunidade está reduzida – nos casos em que o indivíduo encontra-se inconsciente ou sonolento devido a uma sedação, anestesia, consumo exagerado de bebidas alcoólicas, entre outros.

Abcesso

Os sintomas podem começar lenta ou repentinamente. Os sintomas iniciais são semelhantes aos da pneumonia: fadiga, perda de apetite, sudorese, febre e tosse produtiva com escarro que pode apresentar estrias de sangue. “O indivíduo também pode apresentar dor torácica, sobretudo quando a membrana que envolve o pulmão, chamada de pleura, encontra-se inflamada”, complementa.
O médico observa que é impossível realizar o diagnóstico de um abcesso pulmonar baseando-se apenas nos sintomas semelhantes aos da pneumonia e nos resultados do exame físico. No entanto, é possível suspeitar de um abcesso pulmonar quando os sintomas semelhantes aos da pneumonia ocorrem em um paciente que já apresenta determinados problemas, como um distúrbio do sistema nervoso, um problema de uso abusivo de álcool ou drogas ou um episódio recente de perda de consciência por qualquer motivo.

Baida esclarece que, frequentemente, radiografias torácicas revelam a presença de um abcesso pulmonar. Contudo, quando apenas uma radiografia sugere a presença de um abcesso, é necessária a realização de uma tomografia computadorizada (TC) do tórax para confirmar o diagnóstico.
A cura completa e imediata de um abcesso pulmonar exige a administração de antibióticos pela via intravenosa ou oral. O tratamento com medicamento dura, em média, quatro semanas e continua até o desaparecimento dos sintomas ou até que uma radiografia torácica demonstre a regressão completa do abcesso.

Abcesso
Abcesso

“Além dos antibióticos, é importante a adoção da fisioterapia respiratória, pois a secreção deve ser drenada efetivamente para a obtenção do sucesso terapêutico”, diz o médico.
Segundo ele, quando existe a suspeita de a causa ser uma obstrução das vias aéreas, o médico deve realizar uma broncoscopia para confirmação diagnóstica, e posteriormente, tentativa de desobstrução das mesmas.
Após todas as formas de tratamento se esgotar, a doença persistir e houver risco de maiores complicações (abcesso crônico), deve-se indicar a intervenção cirúrgica para a retirada do abscesso.
A taxa de mortalidade de pacientes com abcesso pulmonar é de aproximadamente 5%. “Essa porcentagem é mais elevada quando o indivíduo já se encontra debilitado, apresenta uma imunodeficiência, um câncer ou um abcesso de grande volume”, finaliza o especialista.

Sala De Cirúrgia Tórax

Agende já a sua consulta